18 abril 2019

Tesoura cega, como evitar?

Você já deve ter ouvido falar que: a tesoura que corta o feltro não deve ser usada para cortar outro material, senão ela fica cega!
Eu sempre acreditei que ela perdia o corte por conta do material que estava cortando.
Apesar de sim, ser verdade, percebi que não é só o material e sim a maneira com que cortamos cada um deles.


É tudo questão de pegada!


Imagine um sapato, conforme você vai usando, ele acaba pegando o formato do seu pé e do seu jeito de andar. Quando outra pessoa usa o mesmo sapato ele não fica com o mesmo “caimento”.
Assim também acontece com as tesouras. Cada pessoa tem uma maneira de segurar e cortar e isso também varia do material que está sendo cortado.
Quando só você usa a mesma tesoura, para o mesmo fim (feltro por exemplo), ela mantém o corte por muito tempo. Porque as lâminas, vão se encontrar no momento do corte, sempre da mesma maneira.
Se outra pessoa usar essa tesoura, para cortar feltro ou outro material, as lâminas vão se encontrar de outra maneira e isso vai causando fissuras nelas e depois de um tempo, ela começará a “mastigar” o feltro, perdendo o corte.


Eu tenho tesouras de uso pessoal que cortam perfeitamente há mais de 5 anos, sem nunca precisar amolar.
Mas já teve uma época em que dividi o ateliê e as tesouras com outras pessoas e elas perdiam o corte de um dia para o outro!
Depois de perder muitas tesouras eu percebi que o que prejudicava o fio não era o material que estava sendo cortado e sim como cada pessoa cortava.
Por isso aqui no meu ateliê é expressamente proibido usar minha tesoura de feltro. A de papel não me importo tanto, mas a do feltro… só eu que uso!
E assim ela dura muuuuito tempo e o meu bolso agradece!

😉

15 abril 2019

As tesouras mais usadas no feltro

Já falamos sobre as agulhas, linhas e feltro. Agora chegou a hora das tesouras!
Para alguns, encontrar a tesoura perfeita, é como encontrar a metade da laranja.. demora, mas não é missão impossível!
Aqui no ateliê, para o feltro, eu uso basicamente dois tamanhos: uma tesoura média e uma pequeninha.


Multiuso


A tesoura que mais uso nas peças é a conhecida como Multiuso.
Essa tem um tamanho médio de 18 a 19 cm, é bem leve, barata e ideal para cortar peças todos os tamanhos de peças.
Eu não gosto de aconselhar marcas, pois cada um vai usar a que mais gostar. Por isso meu conselho é: vá em um armarinho, escolha uma tesoura com o tamanho médio, que não seja muito cara e teste. Ela não pode machucar sua mão, tem que ser leve e ter um bom corte.


Bordado


Eu gosto de ter sempre uma tesoura pequena de ponta fininha. Ela me auxilia no corte das linhas principalmente e também uso para cortar um ou outro detalhe bem pequeno ou vazar alguma peça em feltro, como as máscaras e barbinhas dos Pockets.


Escolar ou outra tesoura cega para papel e outros materiais


Tenha sempre uma tesoura à parte para cortar os moldes ou partes de papel, papelão, E.V.A e outros materiais. Pode ser a escolar, aquelas bem simples de ponta arredondada ou alguma tesoura que já tenha ficado cega.
Eu uso uma que já ficou cega no feltro, marcada com uma fita decorada, para não confundir.


Essas são as tesouras básicas para se ter quando começamos à trabalhar com feltro. Mas também tem as tesouras decoradas ou conhecidas como Escalope. Elas conseguem cortar em picotes, ondas ou outros formatos. Mas não é essencial para o trabalho em feltro.
E você? Quantas tesouras tem no seu ateliê? Qual sua preferida? Me conta aqui nos comentários!

12 abril 2019

Guardando o feltro corretamente

Você já viu como lidar com as temidas bolinhas do feltro aqui. 
Mas você também sabia, que o  feltro é um material que tem a propriedade de acumular poeira e absorver odores e que por isso é importante que ele seja guardado de maneira correta?
Veja algumas sugestões de como você pode guardar com segurança o seu queridinho do coração:

1- Evite amassados


Guarde sempre o feltro bem dobrado ou enrolado. Isso evita que ele tenha amassados na hora de confeccionar a sua peça. Mas atente-se para deixar o lado direito do feltro (veja aqui como identificar) por dentro da dobra! Assim você terá a certeza que ele sempre estará limpo e livre de bolinhas.


2- Cuidado com a sujeira e os pelinhos


Guarde o feltro separado por cores ou tons, pois como o feltro solta pelinhos, os mais claros podem ficar com aspecto de sujo, caso tenham muito contato com os mais escuros. Feltro branco e/ou muito clarinhos, devem ser guardados em saquinhos, pois sujam com muita facilidade.


3- Não puxe!


Retire com cuidado do armário, estante ou caixa, sem puxar pela borda (como costumam fazer nas lojas de tecido), pois isso estica o feltro e danifica as fibras que foram puxadas e você perderá um pedaço por descuido.


4- Cuidado com odores


O feltro possui a propriedade de absorver cheiros. Por isso é muito importante deixá-los longe da cozinha, cigarro e outros cheiros fortes. Você pode não sentir, mas o seu cliente vai. Imagina ele recebendo uma peça de feltro com cheiro de bife ou cigarro?!
Evite também borrifar perfumes muito fortes. Pode parecer um mimo, deixar a peça cheirosa para o cliente, mas não esqueça de levar em consideração que algumas pessoas tem alergia à perfumes e isso pode não sair como você queria.


5- Mantenha longe de Pets


Eu sou gateira assumida e aprendi que feltro deve ser mantido longe deles!
O feltro atrai muita sujeira, como poeira e pêlos e por mais que tomemos cuidado, pode ser que acabe passando algum pelinho dos nossos filhos de 4 patas e alguns clientes não enxergam isso como algo muito bom. Eu já recebi peças e metragens de feltro com pêlos de animais e realmente o aspecto não é dos melhores.
Sem contar que devemos levar em consideração as pessoas alérgicas. Principalmente se a sua peça for destinada à maternidade.
Sim! Todo cuidado é pouco e por via das dúvidas, deixe sempre o feltro longe dos pets, sejam gatos, cachorros, coelho, periquito, tartaruga, etc..


Conhece alguma outra dica de armazenamento e cuidado com o feltro? Deixe nos comentários!
😉

10 abril 2019

As temidas bolinhas do feltro!

Um dos maiores pesadelos das artesãs que trabalham com feltro, são as temidas bolinhas que ele forma com o passar do tempo!
Sim, elas são capazes de nos tirar o sono!
Você já viu o porquê do feltro fazer bolinhas aqui. Mas e agora, como aprender a lidar com elas?!

1- Escolha o melhor feltro

Hoje temos várias marcas no mercado e qual escolher vai depender da finalidade da peça e do seu objetivo:

Feltros mais fofinhos ou felpudinhos, tendem à formar mais bolinhas, pois suas fibras são mais soltinhas, porém ficam com um aspecto mais fofo, como de pelúcia. Se a sua peça será apenas decorativa, pode ser uma boa pedida, pois como ele é mais maleável o enchimento confere à ele um aspecto super fofo!
  • Como identificá-lo: passe o dedo pelo feltro algumas vezes, como se estivesse esfregando e observe se a quantidade de fibras (pelinhos) que vai subir na peça será alta. Ele também tende à ser bem macio, por isso levantará bastante pelinho.


Feltros mais compactos e durinhosdemoram um pouco mais para formar as temidas bolinhas. Por serem mais firmes, são ótimos para cortes de detalhes e peças pequenas. Se a sua peça for para um maior manuseio, como chaveiros e dedoches, esse tipo de feltro é o ideal.
  • Como identificá-lo: esfregue um pedacinho do feltro com os dedos e observe a quantidade de pelinhos. Quanto menos pelinhos levantarem, menos fará bolinhas com o tempo.



2- Prevenindo o aparecimento.


Para retardar o aparecimento de bolinhas é possível tratar o feltro com uma mistura de termolina. Porém esse processo vai deixá-lo mais durinho também.
Veja como fazer aqui!
Se esse processo for feito antes da costura da peça, por deixar o feltro mais durinho, o feltro torna-se ideal para o corte de peças menores, que necessitam de maior firmeza no material.
Se o intuito for apenas proteger a peça final, a mistura deve ser borrifada com cuidado. Lembre-se de testar a mistura antes, para ver se o feltro utilizado não vai manchar ou se fizer uso de tinta ou canetas na peça, que podem sofrer alterações com a aplicação da mistura.



3- Retirando as bolinhas


Se você já tem uma peça de feltro que formou bolinhas, pode retirá-las com o auxilio de uma tesourinha, tomando cuidado para não cortar o feltro e danificar a peça ou também pode usar uma lâmina de barbear, com cuidado, retirando apenas as bolinhas.

E você, conhece algum truque para prevenir ou lidar com as temidas bolinhas do feltro?
Coloque aqui nos comentários!!
😉

08 abril 2019

Conhecendo o feltro

Hoje, ele está entre os materiais mais populares no artesanato, usado para produzir muitas fofuras e gerar renda. Mas você sabia que ele é muito mais do que só um “tecido” bonito no seu ateliê?

Processo de produção

O nosso queridinho é considerado um Tecido não Tecido (TNT), pois suas fibras são compactadas e não trançadas, como nos tecidos comuns, por isso ele não desfia quando é cortado, podendo ser costurado ou colado. Porém esse processo também é o responsável pelo aparecimento de bolinhas com o passar do tempo e o manuseio, já que as fibras acabam se soltando.


Um pouco de história

Hoje ele pode ser produzido com lã ou materiais sintéticos, mas quando foi criado no Egito antigo, muito antes da tecelagem e do tricô, era feito exclusivamente com pêlos de animais, como ovelhas, camelos, lebres, etc.
Devido ao processo atual de fabricação, o feltro, hoje em dia é produzido através da reciclagem de garrafas pets e possui uma grande variedade e pode ser encontrado em diversas cores, espessuras (fora do Brasil), texturas (mais compactos ou mais fofinhos) e estampas.


Qual lado usar?

Assim como outros tecidos, ele possui o lado avesso e o lado direito. Basta observar o lado que tem furinhos: esse é o avesso.
Consideremos esse lado como o avesso, pois ele tende à criar mais bolinhas com o tempo, então o ideal é que ele fique no interior da sua peça. E também é desse lado que riscamos os moldes, para que não fiquem marcas no lado da frente da peça.


Acabamento

O feltro que vemos com maior frequência hoje em dia, por ser sintético, tem a propriedade de derreter. Por isso algumas empresas fazem o corte à laser, que confere um acabamento selado às bordas. Além de conseguir cortes precisos em tamanhos pequenos, que nos ajudam à dar um toque à mais nas nossas peças.
Também é possível dar esse tipo de acabamento com um isqueiro, por exemplo. Porém não é tão simples, já que o feltro derrete com muita facilidade próximo da chama.


Além do artesanato, o feltro também é utilizado em vestimentas, peças de decoração, jardinagem e equipamentos industriais.
Super legal conhecer melhor o nosso queridinho, não é mesmo?! Conhece mais alguma curiosidade? Deixa aqui pra mim nos comentários!!

😉

06 abril 2019

Qual a melhor linha para usar no feltro

– Fátimaaaa!! Me ajuda!! Qual linha eu uso para costurar no feltro?!
Calma.. muita calma nessa hora!
Você pode usar várias!
Tudo vai depender do seu propósito e do seu gosto.
Vamos conhecer as vantagens e desvantagens das linhas mais usadas hoje em dia?

Linha de Meada – Bordado


É a queridinha dos artesãos! Ela é usada no bordado e ponto cruz. Vem em formato de meada e o fio é composto por outros 6 fios mais fino. Geralmente utiliza-se de um a dois fios finos para a costura e dois fios para bordado de detalhes como olhos e boca.
Vantagens:
  • Cores variadas e fácil de achar.
  • Um fio se desmembra em 6, por isso é econômica.
  • Deixa o trabalho mais delicado.
Desvantagens:
  • Devem ser organizados em plaquinhas organizadoras para não embolar e isso demanda tempo.
  • Podem arrebentar no processo de costura, por serem finas.
  • Embolam com facilidade durante o trabalho.

site: http://anchor.mezcrafts.com/pt/embroidery

Linha de Costura

Ela é talvez a mais conhecida, pois é usada em costuras em geral. Vem em carretéis de vários formatos, dependendo da marca. Utiliza-se um fio para costuras delicadas e fio duplo para costuras que precisam de reforço e podem ser de algodão ou poliéster
Vantagens:
  • Muito de fácil de encontrar em armarinhos.
  • Tem uma diversidade de cores muito grande.
  • Deixa o trabalho delicado e a costura mais sutil.
Desvantagens:
  • Por ser muito fininha pode arrebentar durante a costura.
  • Fazem nós difíceis de desfazer.
  • Ao utilizar fio duplo na costura ocorrem entrelaçamento dos fios, por isso deve-se tomar mais cuidado e ir desenrolando no decorrer do trabalho.


Linha de Pesponto


É o meu xodó! Depois que eu descobri não larguei e nem irei. Ela é mais grossinha que a de costura e não tem uma variedade muito grande de cores, então quando eu encontro alguma diferente sempre compro. Vem em formato de carretéis e utiliza-se para costuras que necessitam de mais resistência.
Vantagens:
  • Muito resistente, dificilmente arrebenta no processo de costura.
  • Não embola com facilidade.
  • Quando forma nó, desmancha com facilidade.
Desvantagens:
  • Mais difícil de ser encontrada.
  • Tem pouca variedade de cor.
  • Não fica tão delicado no feltro.


Linha Invisível


É super fina e transparente, perfeita para peças com duas cores ou detalhes que você não quer que apareça. Eu uso muito para fazer a marcação das pernas dos Pockets, principalmente quando o sapato é diferente da calça.
Porém.. por ser transparente e escorregadia, é difícil de trabalhar. Para não perder o fio ou para que ele não fique escorregando, eu sempre dou um nó segurando as duas pontas e uso fio duplo, assim a linha não some na hora da costura.
Vantagens:
  • Não aparece na peça, perfeita para pregar miçangas ou fazer as perninhas dos pockets.
  • É uma linha resistente.
  • Extremamente discreta.
Desvantagens:
  • Por ser transparente é um pouco trabalhoso ver os pontos na hora da costura.
  • Escorrega com facilidade da agulha.
  • Os nós e acabamentos devem ser bem firmes e reforçados, para que a linha não escorregue e solte.


Para o feltro, essas são as linhas mais utilizadas. Mas se quiser um acabamento mais marcado pode usar linha de crochê, daquelas mais fininhas, fica bacana também, porém os pontos ficarão mais em evidência.
Teste todas e escolha a sua preferida.. ou as preferidas!
😉

05 abril 2019

Os segredos da Agulha de Mão

Quando começamos à trabalhar com feltro, um dos materiais básicos que devemos ter é a agulha de mão.
Parece uma peça super simples, não é mesmo?! Afinal não é um objeto tão complexo assim..
A agulha possui 3 partes:
  • O orifício (onde é encaixada a linha)
  • O comprimento (onde é segurada) e a ponta.


Simples não?!
Mas você sabia que elas possuem algumas peculiaridades?
Por exemplo:
  • Quando mais fino o tecido mais fina deve ser a agulha, para evitar “buracos” evidentes.
  • As de comprimento menor são perfeitas para costuras mais rápidas, pois como são pequenas não levam tanto tempo para entrar e sair do tecido.
  • A numeração da agulha define a sua espessura, quanto maior o número, mais fina ela será. 


E.. para que serve cada tamanho e formato de orifício?
Bom.. eu pesquisei alguns e eis aqui:








 Interessante né?!
E para fechar… Para uso em feltro é recomendável agulhas de mão entre os números 5 e 7.
Eu uso essa aqui:


Beijokas!